Empreendedorismo

Estratégia de Conteúdo para Empreendedores e Profissionais Liberais se destacarem no seu nicho

Eduardo Corrêa
Escrito por Eduardo Corrêa em 20 de agosto de 2020
Estratégia de Conteúdo para Empreendedores e Profissionais Liberais se destacarem no seu nicho
Junte-se a mais de X pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

A pandemia do coronavírus trouxe uma enxurrada de pequenos empreendedores e profissionais liberais para internet, buscando uma estratégia de conteúdo que trouxesse resultados para sua produção de conteúdo digital.

Muitos deles, antes da crise, mantinham as redes sociais apenas porque “tinha que estar no online”, mas, como atendiam presencialmente, não investiam no Instagram e em outras redes sociais como possível fonte de clientes.

Com a crise tiveram que repensar e aí surgiram várias dúvidas. Por exemplo:

O que é uma estratégia de conteúdo?

Como fazer uma produção de conteúdo para redes sociais que realmente ajude as pessoas?

Quanto conteúdo preciso produzir?

Como usar uma estratégia de Marketing de Conteúdo que mostre para as pessoas que eu posso ajudar nos problemas que estão passando?

Como vender online?

Se você já se fez (ou está fazendo) pelo menos uma dessas perguntas, então esse artigo foi feito para você.

Aqui, você vai aprender a desenhar do zero uma estratégia de conteúdo personalizada para seu negócio com todas as vantagens e resultados que ela pode trazer para você.

Também vai aprender a organizar sua produção de conteúdo digital para atrair as pessoas certas para conhecerem o seu trabalho.

Continue lendo que eu tenho certeza que esse texto vai te ajudar.

Curso de Marketing de Conteúdo

O que é uma Estratégia de Conteúdo

Todos os questionamentos anteriores são válidos e, inclusive, já existiam antes da pandemia.

Na verdade, são perguntas que todo mundo que deseja investir em produção de conteúdo para web com objetivo de divulgar seu trabalho precisa responder.

Para respondê-las, você precisará criar uma boa estratégia de conteúdo, que demandará algum planejamento, dedicação, consistência e acompanhamento constantes para colher os resultados que deseja.

Ao contrário do que muita gente imagina, não basta ficar publicando posts no Instagram, artigos em um blog, ou vídeos no Youtube, de vez em quando, de forma aleatória, achando que assim vai chamar a atenção das pessoas que deseja atrair.

Para que sua estratégia de conteúdo funcione e faça as pessoas se transformarem em seguidoras e depois em clientes, você precisará fazer o seguinte:

a) Identificar seu perfil de comunicador

b) Conhecer muito bem seu público e encontrar o seu Cliente Ideal (vou explicar mais para frente, ok?!)

c) Escolher os assuntos que mais interessam para seu público

d) Ter uma produção de conteúdo digital incrível

A sua estratégia de conteúdo é o que vai dar liga em todo o conhecimento adquirido através dos itens acima.

Ela vai trazer o que você tem de melhor para seus conteúdos, mostrando para as pessoas que você realmente pode ajudá-las com seus problemas.

Essa consciência fará com que, aos poucos, elas vejam que você é a melhor solução para os problemas que querem resolver.

Vamos ver com calma cada um desses pontos.

1) Identifique o seu perfil de Comunicador

Nesse vídeo eu falo um pouco mais sobre como você pode colocar sua personalidade dentro da estratégia de marketing de conteúdo do seu negócio.

A primeira coisa que você precisa para ter uma estratégia de conteúdo assertiva tem a ver com sua autenticidade.

Ser autêntico significa produzir conteúdo com a sua cara, do seu jeito, mostrando quem você realmente é.

Isso é importante porque no modelo de atendimento do EUpreendedor e do profissional liberal existe uma singularidade muito específica:

As pessoas precisam primeiro gostar de você para depois comprar de você!

Não sei se você já observou, mas isso aconteceu com todos os seus clientes, alunos ou pacientes. Pensa comigo, antes das pessoas contratarem seu serviço ou terapia, você conversou com elas, explicou o método e tirou dúvidas.

Das que viraram suas clientes, quantas perguntaram sobre sua formação técnica? Quantas perguntaram em que faculdade você se formou ou qual curso e formação você fez para começar a atender?

Nenhuma, certo?!

Porque elas gostaram de você, do seu jeito e isso foi o suficiente.

Com você acontece a mesma coisa.

Pare um momento, agora, e imagine quando você precisou escolher o pediatra do seu filho(a). Quantos você visitou? E o escolhido foi aquele que você mais gostou, não é verdade!?

Se você já resolveu contratar um personal ou fazer pilates, aposto que aconteceu a mesma coisa.

Portanto, para profissionais que entregam serviços pessoais e personalizados, o mais importante é gerar a conexão emocional.

Como criar uma intensa Conexão Emocional com seus seguidores

Conexão emocional é aquele sentimento que temos quando nos relacionamos com alguém que tenha princípios, valores e pensamentos parecidos com os nossos.

É tipo assim quando você conversa com alguém e sente que a pessoa te entende logo no primeiro papo. E é uma sensação gostosa, não é mesmo?!

Parece que você simpatiza com a pessoa logo de cara. Mas, o que aconteceu, na verdade, foi que você reconheceu (algumas vezes de forma inconsciente) que vocês pensam de forma parecida.

O seu desafio é identificar quais características da sua personalidade atraíram essas pessoas e fizeram com que elas gostassem de você a ponto de contratarem seu serviço ou atendimento presencial.

O segundo desafio será imprimir essas características na sua estratégia de marketing de conteúdo.

Isso fará sua produção de conteúdo para web ser autêntica e diferenciada.

Também aumentará as chances de chamar a atenção de pessoas com personalidade semelhante à dos seus clientes presenciais.

Isso serve para:

Consultores
Coaches
Terapeutas Integrativas (ou Holísticas)
Personal Organizer
Doulas e Consultoras de Amamentação
Psicólogas
Nutricionistas
Contadores
Professoras de Pilates
Professoras de Yoga

Entre outros….

Pode ser seu senso de humor, sua espiritualidade, sua seriedade, sua informalidade, ou qualquer outra. Não existe certo ou errado aqui.

Mas, pode ser que você tenha um pouco (ou muita) dificuldade em identificar quais são esses aspectos, até porque a maioria das pessoas não têm o hábito do Autoconhecimento.

Por isso, vou mostrar dois exercícios bem simples e práticos para ajudar.

Primeiro Exercício para criar Conexão Emocional

Primeiro, vamos treinar sua análise com outras pessoas e depois vamos olhar para você, ok?!

Entre no Instagram e vá nos perfis das pessoas que você segue e mais admira, que você considera um mentor ou um grande player no seu segmento de atuação.

Escolha dois ou três deles e analise o perfil de cada um. Faça uma pequena “maratona” na produção de conteúdo deles.

Procure identificar, em cada um, a principal característica da personalidade que os conteúdos transmitem. Leia a legenda dos posts, assista os vídeos no IGtv, olhe os Stories e assista às Lives.

Vá anotando todas as características que observar.

Vale a pena fuçar os canais do Youtube também!

Depois que conseguir fazer uma lista, procure identificar aquela mais importante, que mais se destaca. Pode ser mais de uma, se preferir.

Tem grandes chances de você vai notar que foi por causa delas que você começou a seguir a pessoa.

Repita com os outros perfis.

Essa análise vai ‘treinar seu olho’ e será muito útil no próximo exercício.

Segundo Exercício para criar Conexão Emocional

Agora, vamos praticar um pouco de Autoconhecimento prático. A mesma lista que você fez para seus mentores, faça para você mesmo, só que mais completa.

Para te ajudar, pegue a última versão do seu currículo e vá listando seus talentos naturais e todas as habilidades que desenvolveu durante sua carreira, mesmo antes de Empreender.

Inclua nessa lista seus principais valores, aqueles princípios que direcionam sua vida e que você não abre mão.

Inclua tudo sobre você que considerar importante, mesmo coisas bem subjetivas como simpatia, por exemplo.

Depois que essa lista tiver uns 10 itens, no mínimo, o próximo passo é validá-la com sua família e amigos.

Esse olhar externo é necessário porque costumamos ter uma visão não muito objetiva sobre nossa personalidade. Geralmente, subestimamos nossas capacidades.

Você também pode perguntar para eles qual é a principal característica da lista, aquela que mais se destaca em você.

A próxima validação será com seus clientes presenciais. Envie uma pequena pesquisa de satisfação para eles responderem e inclua as seguintes perguntas:

Por que você contratou meus serviços e não de outro profissional?

O que foi mais importante para você tomar essa decisão?

Se você puder definir meu trabalho com uma palavra, qual seria?

Você perceberá que algumas respostas vão ser muito parecidas, o que será bom para identificar as maiores características da sua personalidade.

O último passo será comparar as respostas com a sua lista.

Agora ela está duplamente validada e deve ser um retrato fiel de quem você realmente é.

Escolha uma ou duas das características dessa lista para implementar na sua estratégia de marketing de conteúdo.

2) Estude o seu público para encontrar o Cliente Ideal

produção de conteúdo para redes sociais

O segundo passo na construção da sua estratégia de conteúdo para se diferenciar dos outros empreendedores do seu nicho é entender profundamente o seu público.

O interessante neste tópico é que todos os empreendedores sabem da importância de estudar o público-alvo, mas poucos investem o tempo, energia e dinheiro necessários para realmente conhecer as pessoas que desejam ajudar com seu trabalho.

Só para você ter uma ideia do quanto é essencial esse conhecimento para seu negócio, olhe as aplicações práticas no seu dia a dia:

Produção de conteúdo digital

Você passa a gerar conteúdos totalmente alinhados com as dores, problemas, interesses e desejos das pessoas que podem ser ajudadas pelo seu trabalho.

Assim, você consegue mostrar para elas que entende o que estão passando e que pode ajudá-las.

É o efeito: “Nossa, esse post foi feito para mim” que transforma um desconhecido em seguidor fiel no seu Instagram, Linkedin, Youtube ou Blog.

Venda Online

Conhecer os medos e dores dos seus potenciais clientes vai melhorar sua conversão de venda online, pois conseguirá explicar melhor como seu trabalho pode resolver os problemas das pessoas.

Como?

Toda venda é emocional. Quem nunca saiu de casa sem intenção de comprar nada, passou numa vitrine com uma promoção e caiu na tentação? Depois até se arrependeu…

No caso, dos EUpreendedores e Profissionais Liberais a contratação costuma acontecer em uma conversa olho no olho, por causa da conexão emocional, lembra?!

Vamos ver um exemplo prático:

Se você é uma terapeuta holística que realiza uma anamnese antes de fechar o tratamento, faça a pessoa falar como ela se sente em relação ao problema que está vivendo.

Reforce o quanto isso atrapalha a vida dela.

Depois vá explicando qual a melhor terapia para o caso dela, porquê e como o problema será resolvido, reforçando os benefícios emocionais que ela terá durante o tratamento.

Isso vai aumentar a sensação que ela precisa resolver logo. Dor e prazer são os melhores gatilhos para fechar vendas.

Atendimento Excelente

Você consegue transformar seu atendimento em uma experiência para o cliente, ou seja, aumenta a percepção de valor que ele tem do seu produto, serviço ou tratamento.

Você vai resolver o problema da pessoa de uma maneira que ela ficará encantada, aumentando as chances de voltar a comprar de novo de você e de indicar para os amigos dela.

Fidelização dos clientes

Quando você conhece todos os problemas que o seu cliente possui, e ele comprou a solução de um destes problemas, mantenha um canal de relacionamento para que ele sempre se lembre do quanto você foi importante na vida dele.

E quando for conveniente, poderá oferecer outros produtos e serviços que você sabe que ele precisa.

É muito mais barato vender de novo para quem já é cliente do que convencer uma pessoa nova a comprar de você pela 1ª vez.

Percebeu o quanto é importante conhecer detalhadamente a personalidade das pessoas que deseja atrair e ajudar?

Inclusive é daí que vem o conceito de Cliente Ideal. No Marketing também se usa Persona ou Avatar.

Mas, eu prefiro Cliente Ideal, porque expressa exatamente que eu quero atrair as pessoas com quem eu vou gostar de me relacionar, por serem parecidas comigo, por termos valores em comum.

Será muito mais fácil gerar a conexão emocional que estamos buscando.

E, por consequência, essas pessoas também vão gostar de comprar e se relacionar comigo. Se torna uma recíproca muito legal, uma relação de ganha-ganha mesmo.

Curso de Marketing de Conteúdo

Como Identificar o seu Cliente Ideal

Existem duas maneiras, dentro de uma estratégia de conteúdo, para se estudar o público que você deseja atingir.

Também existem diferentes níveis de detalhamento da segmentação desse público.

Por ex: se você quiser atrair as pessoas para seu atendimento presencial, precisa saber o bairro onde as pessoas moram, mas se pretende atender apenas no online, isso não é necessário.

Eu vou falar de todas as possibilidades aqui e você adapta para seu negócio.

a) Para quem já é/foi cliente

Se você já empreende há algum tempo e possui clientes, crie um questionário online no Google Forms ou Survey Monkey que pode ser compartilhado em qualquer plataforma digital.

Escolha as perguntas que fazem sentido para você, mas não deixe o formulário muito extenso porque as pessoas podem desanimar de responder achando que perderão muito tempo.

Vou colocar aqui algumas sugestões de perguntas:

Qual problema, específico, você buscava resolver?

Como você se sentia, emocionalmente, em relação a isso?

Como eu (ou meu produto/serviço/tratamento) ajudei a resolver esses problemas?

Porque você comprou de mim e não da concorrência (aqui você já pode aproveitar para descobrir as respostas do exercício do perfil de comunicador)?

O que achou do produto/serviço/atendimento/tratamento?

Compraria novamente e por quê (aqui você já abre uma porta para futuros negócios)?

É importante mescle perguntas de múltipla escolha com perguntas abertas, que não podem ser respondidas apenas com sim ou não, para coletar mais detalhes.

b) Para quem ainda não tem clientes

Se você ainda está começando e não tem clientes, vai dar um pouco mais de trabalho, mas pode ser feito.

O questionário acima terá que ser adaptado, abordando mais os problemas que as pessoas estão passando e os interesses que elas possuem.

Se você tem o hábito de coletar contatos de pessoas interessadas mas que ainda não compraram, seja uma lista de transmissão no Whatsapp ou Telegram, seja uma lista de e-mails, mande o questionário para conhecer melhor essas pessoas.

Entre em grupos no Facebook e Linkedin que tenham as pessoas interessadas no que você faz e peça para o administrador a permissão de publicar a pesquisa.

Também vale a pena olhar os comentários dos integrantes, principalmente aqueles que tratam de assuntos relacionados ao seu nicho.

Depois de coletar essas informações, analise as respostas buscando identificar os padrões de comportamentos e os interesses em comum entre as pessoas, e monte um perfil do seu Cliente Ideal.

3) Escolha assuntos interessantes

produção de conteúdo

Você, cara(o) leitor(a), como eu, deve ser apaixonada(o) pelo que faz e quer muito ajudar as pessoas com o trabalho que desenvolve.

O problema é fazer essas pessoas pararem para ler suas postagens e mostrar isso para elas.

Aqui é onde entra o terceiro passo da sua estratégia de conteúdo, que é a escolha dos melhores assuntos para sua produção de conteúdo digital.

É assim que você se torna interessante tanto para seus seguidores atuais quanto para os visitantes que vêm conhecer você.

Um ponto importante que eu quero destacar é que esses assuntos devem ser escolhidos baseados no que você gosta e também nos interesses das pessoas que você quer atrair (seu Cliente Ideal).

Você também precisa gostar do conteúdo que está criando, porque isso impacta na qualidade do que você vai oferecer para as pessoas.

Sempre fazemos melhor aquilo que gostamos.

Portanto, escolha assuntos em comum, mas sempre relacionados com o que você trabalha e com os problemas que as pessoas estão passando.

Exemplos práticos

Vou mostrar as duas maneiras, o jeito certo e o errado.

a) Terapeuta Holística

Jeito errado – Você adora falar sobre Florais, da técnica utilizada, de como são produzidos, das dezenas de tipos de florais que servem para trocentas coisas e tal.

Isso é muito legal e interessante – só para você.

Quem te segue quer saber como isso pode ajudar nos problemas que ela está passando.

Jeito certo – Fale sobre um problema específico que você sabe que as pessoas passam e mostre qual floral resolve,como e porque ele resolve.

b) Doula

Jeito errado – Postar sobre artigos científicos falando sobre o artigo, o que foi feito, o método usado, o que descobriram e tal

Jeito certo – Falar da descoberta contextualizando com a realidade da pessoa que vai ler, como aquela descoberta pode impactar a vida dela, como pode ajudar, etc.

Esse ajuste de foco torna o conteúdo interessante para o seu público que é leigo.

Uma maneira eficiente de acertar a mão é tentar se colocar no lugar da pessoa que você quer ajudar e se perguntar:

Como ela vai interpretar isso?

Vai achar legal, interessante, vai ajudar de alguma forma?

Isso vai te ajudar a criar posts cada vez mais incríveis e úteis.

Escolha as melhores Linhas Editoriais

Linha Editorial é o que conecta as dores, problemas, necessidades e desejos das pessoas que você quer atrair com o que você faz, com as soluções que têm para oferecer.

Sua Linha Editorial pode ser a diferença entre você ser visto, lembrado e criar uma imagem de autoridade na mente da sua audiência

OU

Você ser ignorado, ninguém parar para ler seus conteúdos, ninguém curtir, compartilhar, indicar o que você publica.

Consequentemente: você não ajuda as pessoas, elas não desenvolvem confiança no seu trabalho e você não vende nada.

Dentro da sua estratégia de conteúdo, a Linha Editorial é a definição de uma (ou mais) grande temática de conteúdo, de onde você consegue tirar quase infinitos assuntos para usar na sua produção de conteúdo para redes sociais ou outra plataforma digital qualquer.

Você vai escolher suas Linhas Editoriais a partir do conhecimento que adquiriu no estudo do seu Cliente Ideal.

Uma Linha Editorial bem escolhida:

Direciona sua produção de conteúdo: você nunca mais vai sofrer e se descabelar quando sentar na frente do celular ou do computador e pensar:

“Não sei o que vou postar hoje”
“Estou sem ideias”
“Será que as pessoas vão se interessar por isso?”

Ajuda, realmente, as pessoas: seja informando, educando, ensinando algum exercício prático ou divertindo

Cria ou reforça sua autoridade digital: as pessoas começam a ver que você é bom no que faz, que entende muito do seu trabalho.

Se você quiser se aprofundar no assunto de maneira mais profissional, conheça o meu Curso Marketing de Conteúdo Vendedor, onde eu ensino passo a passo todas as estratégias necessárias para você ter sucesso na internet.

4) Produza conteúdos incríveis

produção de conteúdo

A última etapa dentro da sua estratégia de conteúdo é começar, efetivamente, sua produção de conteúdo digital.

Neste ponto, ela tem tudo para ser incrível.

Mas, você pode se perguntar: o que é um conteúdo incrível?

Na minha opinião, um conteúdo incrível vai além da qualidade da imagem e do texto da legenda. Isso também é importante, mas mais do que isso, o seu conteúdo tem que levar a mensagem certa para a pessoa certa.

Ele será o resultado de tudo o que vimos até agora: será um conteúdo que você adorou criar, sobre um assunto que interessa muito para o seu público, e que fala direto no coração dele, gerando uma conexão emocional quase instantânea.

Ao ser impactada por esse conteúdo, a pessoa, imediatamente, fica com vontade de saber mais sobre você e conhecer melhor seu trabalho.

É quando ela vai no seu Instagram, olha mais uns dois ou três conteúdos que também acha incríveis, e decide virar uma seguidora. Ou assina seu canal do Youtube. Ou passa a visitar regularmente seu Blog.

Esse é o poder de uma estratégia para produzir conteúdo incrível.

Mas, você precisa tomar cuidado com uma coisa…

Não confie apenas no que você sabe

Como assim, Eduardo? Calma, que já vou explicar!

Quando a gente sabe muito sobre determinado assunto, fica fácil sentar e criar um conteúdo legal sobre aquilo.

E agora com todo o conhecimento adquirido neste artigo, provavelmente, você conseguirá criar conteúdos incríveis relativamente rápido.

No começo vai funcionar bem…mas com o tempo as ideias vão se esgotando.

E aí será fácil se perder na correria do dia a dia e ficar sem produzir dias seguidos.

Significa que as pessoas não vão te ver, nem se lembrar de você.

Não precisa postar todo dia – isso até ajuda se você só faz conteúdo orgânico, mas se a sua rotina não comporta esse investimento de tempo, é melhor postar três conteúdos incríveis por semana do que um conteúdo mais ou menos todo dia.

Um conteúdo incrível vai requerer que você volte a olhar, de vez em quando, o perfil do seu Cliente Ideal e suas Linhas Editoriais.

Também vai exigir um pouco de pesquisa, planejamento e uma pitada da sua experiência no assunto.

Mas, ao alinhar tudo isso, você estará pronto para criar novos conteúdos incríveis.

Agora é a sua vez de implementar sua Estratégia de Marketing de Conteúdo

Como você deve ter percebido, uma estratégia de conteúdo de sucesso precisa de um bom planejamento.

Não existe estratégia de produção de conteúdo incrível sem os passos que citei acima.

É claro que você vai precisar adaptar para o seu jeito, o seu nicho e estudar os conceitos que eu passei aqui, até encontrar a sua comunicação própria, aquela que vai encantar as pessoas que precisam do seu trabalho.

Mas eu te garanto que o tempo investido vai se pagar no médio prazo quando os seus resultados começarem a aparecer.

Além disso, eu sei que você acredita muito no seu trabalho e no quanto pode ajudar as pessoas que estão por aí, perdidas nas redes sociais da vida.

Por isso, não deixe de aplicar o que você aprendeu aqui. Desenhe a sua própria estratégia de conteúdo para alcançar todas essas pessoas que realmente precisam de você.

O melhor caminho para fazer essas pessoas escutarem sua mensagem é a sua produção de conteúdo digital incrível.

Conteúdo é poderoso e ele fará com que as pessoas prestem atenção em você.

O problema é que existem muitas maneiras erradas de produzir conteúdo e eu não quero que você perca nenhum tempo errando, e essa é a razão pela qual eu escrevi esse artigo.

Preciso te falar mais uma coisa.

A sua estratégia de conteúdo deve ser pessoal e intransferível (igual senha). Porque o seu negócio é único, ele tem a sua cara, o seu jeito, e não é igual a nenhum outro.

Por isso, não vai funcionar copiar e colar a estratégia de conteúdo de outra pessoa.

Também por isso eu não te dei um modelo.

Preferi mostrar todas as partes necessárias para construir do zero um boa estratégia de conteúdo e como você pode adaptar de acordo com as suas necessidades.

Agora é colocar a mão na massa. Conte comigo para o que precisar.

Curso de Marketing de Conteúdo

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *