Empreendedorismo

Marketing de Conteúdo: como atrair seguidores e transformá-los em clientes

Eduardo Corrêa
Escrito por Eduardo Corrêa em 10 de março de 2020
Marketing de Conteúdo: como atrair seguidores e transformá-los em clientes
Junte-se a mais de X pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Se você é empreendedor, já sabe que precisa de marketing de conteúdo, certo?! O que muita gente não sabe é por quê o marketing de conteúdo se tornou tão importante para seu negócio, a ponto de ser um investimento indispensável para todos os empreendedores.

E, mesmo que você seja a empresa de uma pessoa só, isso também vale. Para vender online seu produto, serviço ou terapia, será necessário construir uma audiência com as pessoas certas e mostrar para elas que você é muito bom no seu trabalho.

O caminho para conquistar esses objetivos passa pela sua produção de conteúdo digital.

E, atualmente, isso significa desenhar uma ótima Estratégia de Marketing de Conteúdo personalizada.

Através dela, você vai gerar autoridade, aumentar suas vendas e criar clientes apaixonados pelo que você faz.

O problema é como produzir conteúdo relevante que se destaque no meio de tanta gente que publica diariamente? Como fazer com que as pessoas certas sejam atraídas? Quais são as melhores estratégias de conteúdo?

É o que vamos te mostrar neste artigo. Continue lendo.

Curso de Marketing de Conteúdo

Porque o Marketing de Conteúdo está na moda. E porque não vai sair.

estratégia de conteudo

Sim, o Marketing de Conteúdo está na moda. Mas, ao contrário, de outros movimentos, eu acredito que ele veio para ficar e eu vou te explicar por quê.

Pare um momento e imagine as seguintes situações:

1) você está andando na rua e aparece na sua frente uma pessoa distribuindo panfletos. Nem sabe do que se trata, mas quando ela oferece você pega um, nem que seja por educação.

Dá uma olhada rápida e faz o que? Joga na lixeira mais próxima, certo?!

2) Você está assistindo algum programa na televisão (que não seja Netflix, ok?!) e entra o intervalo. O que você faz? Muda de canal ou começa a olhar para o celular.

O que essas duas situações têm em comum?

São dois exemplos de como o Marketing tradicional não funciona mais.

Quando foi a última vez que você comprou algo motivado por um panfleto entregue na rua ou por uma propagando na televisão? Ou um outdoor?

Pois é…o consumidor mudou e não quer mais nenhuma empresa empurrando seus produtos quando você está ocupado com suas coisas ou no seu horário de lazer.

Já o Marketing de Conteúdo faz o contrário.

Ele se conecta com o público porque o conteúdo está relacionado aos interesses das pessoas.

Marketing de conteúdo tem a ver com contar histórias. E todo mundo gosta de ouvir histórias.

Tenho certeza de que você prefere ouvir uma boa história sobre um produto do que assistir novamente aquele anúncio que só fala o quanto o serviço é bom e barato, certo?!

Nos próximos tópicos eu vou detalhar como você pode fazer isso no seu negócio.

produção de conteúdo

O que é Marketing de Conteúdo

Neste vídeo eu falo um pouco mais sobre a história do Marketing de Conteúdo, porque ele é importante para seu negócio e como começar a aplicar, mesmo que você nunca tenha feito um conteúdo na vida.

Vamos começar conceituando o que é Marketing de Conteúdo. Ele é o coração de uma metodologia chamado Inbound Marketing, e significa criar e compartilhar conteúdo gratuito e valioso para determinado segmento de pessoas (sua persona).

O objetivo, além de ajudar, é transformar essas pessoas em seguidores, e, posteriormente, em clientes.

Para que isso aconteça, os conteúdos que você compartilha devem estar intimamente relacionados aos problemas que você se propõe a resolver e que essas pessoas estão sofrendo.

Em outras palavras, você vai educar as pessoas para que elas conheçam, gostem e confiem em você o suficiente para comprar suas soluções.

E tudo isso sem precisar empurrar nada para elas, apenas oferecendo o que elas realmente precisam. Incrível, não?!

O conceito de Marketing de Conteúdo é relativamente novo. Os estudos, análises e experimentos relacionados aos seus resultados começaram neste século.

Mas, ele já é aplicado desde muito tempo antes da internet aparecer. Sim, no mundo offline.

Um dos primeiros registros de Marketing de Conteúdo é de 1895, quando uma empresa líder no segmento de máquinas agrícolas, a John Deere, publicou a primeira edição da revista “The Furrow”.

O objetivo da revista era compartilhar conteúdo com o público interessado em agricultura em vez de simplesmente criar anúncios “empurrando” os produtos que eram fabricados pela empresa.

Nem todos os leitores da revista possuíam tratores da marca John Deere, no entanto, ao consumir as informações da marca, algumas pessoas poderiam descobrir problemas que não conheciam até então.

E, quando estivessem prontos para fazer uma compra, escolheriam uma marca de confiança.

A revista estava cumprindo exatamente o propósito do Marketing de Conteúdo que é educar a audiência, ganhar autoridade naquele assunto e influenciar a decisão de compra.

Ah, e a revista segue sendo publicada até hoje.

O Marketing de Conteúdo é tão estratégico que faz com com que a pessoa vá consumindo seus conteúdos e avançando pelo funil de vendas e vire cliente, quase sem perceber.

7 Benefícios do Marketing de Conteúdo

produção de conteúdo digital

Uma boa estratégia de Marketing de Conteúdo garante ótimos resultados para o seu negócio, mesmo que você ainda seja um pequeno empreendedor ou MEI.

Para você ter uma ideia, a Content Trends 2017, maior pesquisa sobre Marketing de Conteúdo realizada no Brasil, pela Rock Content, com 3.650 participantes de diversas indústrias e áreas de atuação do Brasil, mostrou que as empresas que adotaram estratégias de Marketing de Conteúdo geraram 2,2x mais visitas no seu site/blog e captaram 3,2x mais Leads.

Já a Content Trends de 2019, com mais de 4700 participantes, mostrou que 67,3% das empresas brasileiras já adotam o Marketing de Conteúdo na sua estratégia de aquisição de clientes.

E 85,8% das empresas que ainda não utilizam, pretendem adotar em breve.

Esses números representam uma grande oportunidade para quem vende serviços relacionados à produção de conteúdo, como, por exemplo:

  • Redatores freelancers
  • Social Media
  • Editores de Vídeos
  • Estrategistas Digitais
  • Gestores de Conteúdos

Se você atua em alguma destas áreas, aproveite.

Por que essas empresas estão apostando nisso? Principalmente, pelas vantagens que o Marketing de Conteúdo traz para o negócio e que vamos ver agora.

1) Aumento do tráfego do seu site

Quando você quer comprar um produto ou contratar um serviço, o que você faz?

Tenho quase certeza de que vai no Google, faz uma pesquisa e clica nos primeiros resultados da primeira página, certo?!

Todo mundo faz isso, atualmente.

E quando você colocar no ar estratégias de Marketing de Conteúdo que funcionam, você pode aparecer na primeira página, para as palavras-chave que os seus potenciais clientes usam para procurar soluções como a sua.

Daí a importância de você ter um Blog para chamar de seu, principalmente se vende serviços para empresas. Mas, isso também vale para quem vende para pessoas físicas.

Nestes casos, o Blog deve funcionar como uma porta de entrada para novos clientes.

E a parte institucional do site, onde contém as páginas Sobre, com a sua história, e uma página de Serviços, descrevendo o que você oferece, complementam essa estratégia.

Os mecanismos de busca do Google privilegiam a produção de conteúdo digital relevante, pois isso fará com que os usuários cliquem nos links que realmente gerem interesse, trazendo mais tráfego, pago ou orgânico, para seu Site/Blog.

Se você gosta de escrever, aqui está uma ótima notícia: artigos bem elaborados no seu Blog são estratégias de marketing de conteúdo bem eficientes, que trazem tráfego orgânico e resultados no médio e longo prazo.

Isso tudo graças ao SEO (Search Engine Optimization), que é um conjunto de técnicas usadas para otimizar o seu texto e a experiência do usuário no seu Site.

E se você produzir bons conteúdos escritos, eles também terão um impacto positivo nas suas redes sociais, gerando compartilhamentos e aumentando o alcance da sua mensagem.

2) Impulsionar a geração de leads

Ok, seus artigos estão nas primeiras páginas do Google e as pessoas estão chegando no seu Blog. Agora, o que você vai fazer com essa galera?

Precisa ter uma maneira de captar as informações deles para poder se relacionar de forma mais próxima, pelo e-mail marketing.

Ou seja, precisa transformar esses visitantes em leads.

Por isso, sua estratégia de Marketing de Conteúdo tem que incluir materiais ricos como Ebooks, infográficos ou Aulas Online específicas, com temas que interessem à sua audiência.

Assim, eles vão aceitar deixar seus dados para consumir esses conteúdos.

Em qualquer segmento que você atue, gerar leads é essencial para você aumentar suas vendas.

E, como mostrou a pesquisa da Rock Content, empresas que usam estratégias de Marketing de Conteúdo estão gerando 3.2x mais leads em relação às que não usam.

Curso de Marketing de Conteúdo

3) Constrói sua autoridade

Uma produção de conteúdo inteligente e bem direcionada para os interesses dos seus potenciais clientes, vai fazer com que mais pessoas reconheçam você e sua marca como autoridade no seu segmento de atuação.

Nós, como consumidores, temos uma grande propensão a comprar de quem já conhecemos, ou seja, profissionais e marcas que são familiares e que nos identificamos.

Por exemplo, uma pessoa que sempre lê o seu Blog, segue seus posts no Instagram ou assiste seus vídeos no Youtube, vai preferir comprar um produto ou serviço de você do que de outro empreendedor que acabou de conhecer.

Isso porque ele já conhece você e os seus conteúdos já o ajudaram diversas vezes.

O conceito de autoridade traz embutido a confiança.

Fazendo uma pequena analogia, criar autoridade digital substitui o poder da indicação de um produto ou serviço, feita por um amigo.

Nós compramos de quem confiamos. Confiamos em quem nos relacionamos, de alguma maneira.

A produção de conteúdo digital é o relacionamento no mundo virtual que você tem com sua audiência.

4) Aumenta a visibilidade e o engajamento

Nós somos seres sociais. Tanto que nos organizamos em aglomerados populacionais, também chamados de cidades…

E uma das características de seres sociais é o compartilhamento de coisas que gostam.

Quando você investe em uma estratégia de Marketing de Conteúdo que realmente funciona, seus conteúdos serão de qualidade, aumentando a possibilidade das pessoas compartilharem em suas redes sociais, fazendo com que mais gente conheça você e seu negócio.

Também vai aumentar uma das principais métricas relacionadas à qualidade do que você publica, que é o engajamento por curtidas e comentários. Na verdade, o próprio compartilhamento também é uma medida de engajamento.

Quanto mais engajamento, mais os motores de busca das redes sociais entendem que o seu conteúdo tem valor e aumentam sua distribuição. Acaba virando um ciclo virtuoso para você.

5) Educa o mercado

Nem sempre as pessoas que chegarão no seu Site/Blog e nas suas redes sociais estarão prontas para comprar.

Na verdade, as pessoas chegarão em diferentes graus de amadurecimento da decisão de compra.

Basicamente, você pode dividi-las em três grandes grupos:

a) Nem sei que preciso disso: são aquelas pessoas que estão chegando pela primeira vez e ainda não tem consciência do problema que vivem e que você resolve.

b) Sei que preciso, mas ainda não quero: essas pessoas já perceberam que precisam resolver o problema, mas ainda não acham que seja a hora de investir nisso, porque não está doendo tanto.

c) Preciso resolver isso logo: esse é o terceiro grupo, o melhor de todos, que já sabe que precisa resolver o problema e está pronto para comprar. Só ainda não decidiu de quem vai comprar. Estão pesquisando e é aqui que você precisa se diferenciar da concorrência.

A sua estratégia de Marketing de Conteúdo tem que abranger esses três grupos de potenciais clientes.

É o que a gente chama de funil de conteúdo.

A sua produção de conteúdo digital tem que responder às dúvidas, quebrar objeções e conduzir essas pessoas para tomar a decisão de compra, principalmente, se você é novo no mercado ou a sua solução é muito inovadora.

6) Gera mais vendas

Você, como todo bom empreendedor, quer vender ou aumentar as vendas, certo?! É aqui que a magia de uma boa estratégia de Marketing de Conteúdo acontece.

Como ela se baseia nas características e comportamentos da sua persona, ou seja, no entendimento do perfil das pessoas que você deseja vender, ela será o fio condutor que guiará seus leads até tomarem a decisão de compra.

Isso faz aumentar as vendas naturalmente. É claro que, quanto mais alto o seu ticket, mais você terá que trabalhar o fechamento da venda. Neste artigo eu falo mais sobre isso.

Mas, isso será extremamente facilitado pelo fato que as pessoas já te veem como autoridade, já conhecem o seu produto ou serviço e já confiam que ele serve para resolver o problema que estão vivendo.

7) Aumenta a fidelização

É muito mais fácil e barato vender novamente para quem já é cliente seu do que convencer uma nova pessoa a comprar.

Quem já comprou, já conhece seu trabalho e já confia em você.

Por isso, dentro da sua estratégia de produção de conteúdo, você deve reservar um lugar especial para fidelizar seus clientes.

Como fazer isso? Tendo uma jornada de compra bem definida. Jornada de compra é o caminho que a pessoa vai fazer comprando seus produtos ou serviços.

Vou falar o meu exemplo.

Hoje, eu tenho um serviço de transição de carreira chamado De Empregado a Empreendedor, que é um acompanhamento individual para quem deseja montar seu próprio negócio e sair da CLT.

Muito bem, essa pessoa, depois de dois ou três anos como empreendedora, pode identificar que não consegue ter uma produção de conteúdo consistente, nem consegue atrair de forma recorrente os clientes necessários para aumentar o faturamento.

Ou seja, está penando para se manter como Empreendedora e pagar as contas. Ela sabe que está fazendo alguma coisa (ou várias) errada, mas não sabe direito como resolver.

Então, eu posso vender para ela o meu serviço de Alavancagem de Pequenos Negócios, onde eu ajudo a implementar estratégias de Marketing de Conteúdo e processos de vendas.

Percebeu como um serviço complementa o outro?

Quando você for estabelecer seu portfólio de produtos pense nisso.

 

Como montar sua estratégia de Marketing de Conteúdo

estrategia de produção de conteúdo digital

“Ai meu Deus, preciso postar alguma coisa hoje”

“Mas, o que? Estou sem ideias.”

Esses pensamentos já passaram na cabeça de quase todo empreendedor e tenho certeza que, pelo menos, uma vez, já passaram pela sua também.

Eles são característicos de quem produz conteúdo sem uma estratégia bem definida.

Esse é um erro muito comum entre empreendedores, principalmente, quem toca sozinho o negócio.

A sua estratégia de Marketing de Conteúdo deve abranger três etapas: planejamento, execução e mensuração.

Embora, à primeira vista, pareça fácil colocar em prática o Marketing de Conteúdo, na verdade, ele exige bastante determinação, foco e atenção, principalmente se você trabalha sozinho no esquema EUpreendedor.

Você precisa planejar corretamente e com antecedência todos os conteúdos, definir os objetivos, e, finalmente, produzir as peças que serão publicadas no Blog ou nas redes sociais.

Por isso, muita gente opta por terceirizar essa parte, contratando redatores freelancers ou um social media para ajudar.

Mas, caso você queira fazer, é só continuar lendo para conhecer as três etapas necessárias para sua estratégia de marketing de conteúdo trazer os resultados que deseja.

Vamos a elas.

produção de conteúdo

1) Planejamento da Produção de Conteúdo Digital

O seu Marketing de Conteúdo começa muito antes de escrever um artigo, fazer um post ou gravar um vídeo.

Antes de colocar a mão na massa, você precisa definir os objetivos, estratégias e métricas que serão usadas.

Ou seja, planejamento da produção de conteúdo é tudo aquilo que você precisa fazer antes de começar a criar o conteúdo de fato.

Definição do Cliente Ideal ou Persona

Neste vídeo, eu mostro como você pode entender os hábitos e comportamentos dos seus potenciais clientes. Também falo como estudar as mudanças de comportamento durante a pandemia, de vendas online, hábitos de consumo, entre outras coisas.

E como você pode usar isso para continuar vendendo para ele.

A primeira coisa que você precisa fazer é conhecer muito bem quem é seu Cliente Ideal. Também chamados de Personas, são representações semi-fictícias dos seus potenciais clientes, criadas a partir de pesquisas e entrevistas com seus atuais clientes.

Geralmente, são montadas a partir das semelhanças identificadas entre eles, determinando um perfil mais ou menos padrão.

Lembra que eu falei que a sua estratégia de conteúdo tem que passar pelos interesses, medos, desejos e necessidades de quem você quer atrair?

Pois é estudando o seu Cliente Ideal que você vai saber como fazer isso.

E não se engane. Os seus conteúdos só vão atrair e encantar as pessoas certas, que têm o perfil para se tornarem suas clientes, se você estudar quem são elas, o que gostam e o que buscam.

Por isso, o estudo de personas é a base de todo planejamento.

A partir dele, você conhecerá as principais características, interesses, dores, desejos e necessidades dessas pessoas, identificando a melhor maneira de guiá-las pelo funil de vendas.

Quanto mais detalhado for o conhecimento do perfil do Cliente Ideal, mais conexão seu conteúdo vai gerar, e melhor será seu processo de venda também.

Definição dos objetivos e métricas

Depois de definir as personas a serem alcançadas pela sua estratégia de Marketing de Conteúdo, você precisa decidir os objetivos a serem conquistados com sua estratégia de Marketing de Conteúdo.

Esses objetivos podem ser:

● Criar ou aumentar sua autoridade

● Vender produtos, serviços ou cursos online

● Gerar mais leads

● Ser chamado para palestrar em eventos

Escolha os objetivos que fazem mais sentido para o momento do seu negócio e que vão ajudar você a alcançar o próximo nível o mais rápido possível.

Feito isso, é hora de definir quais serão as métricas que vão mostrar que suas campanhas estão trazendo os resultados esperados. Elas devem ser escolhidas de acordo com cada objetivo que acabamos de ver:

● Autoridade: aumento de seguidores, aumento de engajamento (curtidas, comentários, compartilhamentos, salvamentos)

● Venda de produtos: quantidade de vendas realizadas no período;

● Geração de leads: número de conversões em artigos, páginas de capturas, etc

Existem várias outras, coloquei estas aqui apenas para exemplificar, ok?!

Montagem do Funil de Vendas e Conteúdo

O funil de conteúdo ou de vendas é um conceito usado há muito tempo pelos profissionais de marketing para ilustrar de forma simples o processo de vendas.

É um funil porque, geralmente, apenas uma pequena parcela das muitas pessoas que chegam a você se tornará seus clientes.

E, como falei, você deve preparar conteúdos para as três etapas do funil: topo, meio e fundo. Vamos entender melhor como funciona.

Topo de funil: são aquelas pessoas que estão te conhecendo ainda e que estão na fase de aprendizado e descoberta do problema que estão vivendo. Alguns exemplos de conteúdo que você pode produzir para esta etapa são artigos para Blog, podcasts e vídeos.

As pessoas que estão nesta fase ainda não tem intenção de comprar nada. Você precisa convencê-las a te seguir e consumir outros conteúdos.

Meio do funil: aqui o foco do seu conteúdo deve ser para as pessoas reconhecerem que têm um problema e o que elas estão perdendo ao não resolvê-lo.

É onde você pode coletar os dados das pessoas para transformá-las em leads e desenvolver um relacionamento mais próximo.

Nesta fase do funil, funcionam muito bem blog posts, ebooks e aulas online ao vivo ou gravadas, focadas nas soluções dos problemas, mas, ainda sem falar do que você vende.

Fundo do funil: é onde acontece a decisão de compra. As pessoas já estão pensando em comprar seu serviço ou produto e você precisa oferecer informações que as façam se sentir seguras para tomar essa decisão.

Nesta fase, os seus conteúdos devem ser para mostrar em detalhes o que você oferece, junto com cases de clientes e depoimentos.

Pós-venda: essa fase não faz parte do funil, mas é essencial para a fidelização de quem comprou de você. Por isso, pense em conteúdos que ajudem na retenção desses clientes, mostrando os próximos passos na jornada de compra.

Crie uma lista ou grupo das pessoas que já compraram de você e continue se relacionando com elas para incentivá-las a voltar a fazer negócios com você.

2) Execução ou Produção de conteúdo digital

produção de conteúdo digital

Depois de planejar como será sua produção de conteúdo, chegou a hora de arregaçar as mangas e colocar a mão na massa para criar os conteúdos propriamente ditos.

Muita gente se perde aqui, por não ter a disciplina necessária para seguir o planejamento que foi feito.

Para que sua produção de conteúdo funcione é necessário consistência na geração e distribuição dos seus conteúdos.

Criar conteúdos de qualidade e que sejam diferenciados da concorrência não é uma tarefa fácil e exige investimento de tempo e energia.

Mas, com alguns cuidados, que eu vou te falar agora, esse processo pode se tornar muito menos trabalhoso.

Escolha de palavras-chave

Palavras-chave são os termos ou frases que as pessoas usam para pesquisar nos mecanismos de busca como Google e Youtube.

Elas são a peça fundamental para seu artigo ou vídeo aparecer na primeira página das buscas.

Por isso, você precisa descobrir quais são as palavras-chave mais relevantes para o seu negócio e investir na produção de conteúdos em torno delas.

Tamanho e formato do conteúdo

Quando você vai criar um post para as redes sociais os tamanhos variam. No Instagram, por exemplo, você tem um limite de pouco mais de 2000 caracteres por post.

No Facebook, não existe limite (quem nunca leu um textão por lá?!)

Artigos para Blog também não tem limites.

E não existe certo ou errado.

Portanto, o tamanho e formato dos seus conteúdos vai depender do tempo, dedicação ou conhecimento que você possui sobre o tema.

E, dependendo do segmento, do gosto do seu cliente ideal pela leitura.

O mesmo serve para vídeos.

Muitas pessoas acreditam que ninguém mais lê um texto longo ou assiste um vídeo com mais de 10 minutos.

Mas isso é mito. Quando o assunto é interessante, escrito ou falado de forma atrativa, que cative as pessoas, elas vão consumir aquele conteúdo, não se importando com o tamanho.

Escaneabilidade

Para quem quer escrever em Blogs, a escaneabilidade é essencial para prender o leitor.

Antes de ler um conteúdo, a maioria das pessoas “passam o olho” ou “rolam a tela” para ver do que se trata e se vale a pena investir na leitura.

Ou seja, elas escaneiam o texto.

Daí a importância de usar algumas técnicas para ajudar a prender a atenção das pessoas.

Podem ser intertítulos, imagens, listas ou negritos. Todos são ótimos para aumentar a escaneabilidade de um conteúdo.

Outra dica que também ajuda é usar frases curtas e parágrafos enxutos, de 3 a 5 linhas, no máximo.

Blocos grandes de texto prejudicam a compreensão da sua linha de raciocínio e até mesmo um assunto muito legal, se torna chato e difícil de ler se for um textão ininterrupto.

Revisão

Revise todos os conteúdos escritos que você faz. Erros de digitação e de ortografia além de prejudicarem a experiência do leitor, ainda destroem a autoridade que você está querendo construir.

O ideal é esperar um ou dois dias depois de escrever para fazer a revisão, pois assim você não fica com a leitura “viciada”, por já estar há muito tempo se dedicando ao texto.

3) Escolha dos Canais certos

estratégia de produção de conteúdo

Você já tem um planejamento da produção de conteúdo digital, já conhece seu Cliente Ideal e já está pronto para começar a produção de conteúdo.

Falta escolher quais os canais você usará na aquisição de clientes, ou seja, por onde acontecerá a distribuição do seu conteúdo.

Vale ressaltar que a maioria das pessoas costumam associar canais que estejam na moda com os melhores para se investir.

Por exemplo, estamos em 2020 e o Instagram está na moda. Existe uma tendência de todos os empreendedores acharem que precisam criar conteúdos para essa rede social.

Mas, o mais importante é saber se o seu cliente ideal usa essa rede e, mais importante, se ele busca soluções para seus problemas ali. São duas coisas diferentes.

Empresas maiores, que têm profissionais de marketing dedicados, podem usar a estratégia de ominichannel, ou seja, estar em vários canais ao mesmo tempo.

Mas, você, que é EUpreendedor tem que ser mais assertivo, já que seu poder de fogo é limitado.

Escolha o melhor canal para seu negócio e também aquele que você mais se identifica, pois será mais fácil produzir conteúdos de qualidade quando existe prazer nessa atividade.

Dito isso, vamos ver quais são os principais canais de aquisição que existem atualmente.

Blog

Eu comecei meu Blog em 2014, quando só se falava em Marketing Digital e não em Marketing de Conteúdo.

Mas, desde então, o Blog segue firme como uma das mais importantes ferramentas de uma estratégia de produção de conteúdo digital.

Ele ainda é a principal fonte de tráfego da grande maioria dos empreendedores e empresas já estabelecidas na internet.

A sua principal vantagem, principalmente, quando comparado a uma rede social, é que você manda nele. É seu território e as ações e resultados (alcance, tráfego, etc) só dependem de você.

Diferente de uma rede social em que o dono pode mudar as regras a qualquer momento ( como tem feito tio Zuck com o alcance orgânico do Facebook e do Instagram).

Além disso, se você escrever artigos bem estruturados, tratando de assuntos que não têm data de validade, seu Blog vai continuar trazendo resultados no médio e no longo prazo.

Só para comparar, aquele seu post da semana passada, ainda tem alguém engajando?! É claro que não, porque a ideia das timelines das redes sociais é serem dinâmicas.

Portanto, um blog bem estruturado, com um bom SEO e conteúdos realmente relevantes pode continuar atraindo de forma recorrente potenciais novos clientes para o seu negócio, durante muito tempo.

E isso vale se você é freelancer, consultor, coach, terapeuta e está oferecendo seus serviços ou vendendo cursos online.

Conteúdos Ricos

Conteúdos ricos, dentro do Marketing de Conteúdo, são aquelas peças que se aprofundam em determinado assunto.

Podem ser Ebooks, infográficos, webinários, aulas online, entre outros.

O objetivo é transmitirem sua autoridade sobre os assuntos abordados, além de serem uma excelente fonte de geração de leads.

Vídeos

O crescimento do Youtube demonstra, claramente, o aumento do interesse por vídeos. Eles são muito eficientes em aumentar a sua autoridade e educar sua audiência.

Podem ser usados dentro de artigos no Blog, nas redes sociais, ou no próprio Youtube.

Redes Sociais

As redes sociais se tornaram parte do nosso dia a dia e, no seu negócio, podem ser usadas para alavancar suas estratégias de Marketing de Conteúdo.

Existem vários benefícios em usá-las como, por exemplo, facilitam o relacionamento mais próximo com sua audiência e podem ser usadas para vender diretamente ou aumentar a geração de tráfego para o seu Blog.

E-mail Marketing

Muita gente fala que o e-mail morreu. Na verdade, estão matando o e-mail marketing há alguns anos…e ele continua dando resultados.

A taxa de abertura de e-mails realmente caiu, devido à concorrência, mas ele continua sendo um ótimo canal de relacionamento e vendas.

O baixo custo, capacidade de segmentação por interesses e as métricas fáceis de analisar são suas principais vantagens.

Pronto para criar suas estratégias de Marketing de Conteúdo?

Depois disso tudo, espero que você tenha se convencido que qualquer empreendedor pode usar o marketing de conteúdo para ter resultados no seu negócio.

Na verdade, ele está se tornando pre-requisito se você quiser ter algum resultado na internet.

Quem conseguir contar boas histórias vai sair ganhando no médio e longo prazo, não importa em que plataforma ou rede social.

Pode apostar que os seus concorrentes estão planejando isso agora.

O marketing de conteúdo é um ótimo caminho para atingir o seu público, principalmente se você não tem muito orçamento para investir em anúncios pagos.

Invista em conteúdos únicos, que realmente ajudem as pessoas e adicione estratégias de vendas eficientes para quem se interessar pelos seus produtos e serviços.

Assim, conseguirá ter um ótimo retorno do tempo, energia e dinheiro que investir na produção do seu conteúdo digital.

 

Curso de Marketing de Conteúdo

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *