Empreendedorismo

Produção de Conteúdo: como criar conteúdo digital para qualquer plataforma

Eduardo Corrêa
Escrito por Eduardo Corrêa em 1 de setembro de 2020
Produção de Conteúdo: como criar conteúdo digital para qualquer plataforma
Junte-se a mais de X pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Se você é um Empreendedor ou Profissional Liberal e está tentando divulgar seu trabalho na internet terá que vencer um inimigo poderoso: a guerra pela atenção. Todo mundo está investindo em produção de conteúdo digital e isso está causando um “engarrafamento” no feed de muita gente.

Nesse cenário, criar conteúdo aleatório, ainda que de ótima qualidade, é um tiro no pé, porque não vai trazer os resultados que você precisa. 

Você precisa saber como produzir conteúdo para redes sociais, blog ou Youtube com estratégia. E como fazer isso? Continue lendo, que nesse artigo vou te explicar como criar conteúdo digital para qualquer plataforma, atraindo as pessoas certas, que precisam do seu trabalho.

Curso de Marketing de Conteúdo

O que é produção de conteúdo

Tecnicamente, produção de conteúdo significa você criar materiais em texto, gráficos ou em vídeo, em diferentes formatos ou plataformas, para ajudar a resolver os problemas das pessoas que formam determinado segmento de público.

O que transformou a criação de conteúdo digital em uma ótima ferramenta para Empreendedores e Profissionais Liberais foram duas coisas.

A primeira é a falta de dinheiro para bancar anúncios em TVs, rádios, jornais e revistas, ou seja, na mídia tradicional. 

A internet e o avanço na tecnologia vieram resolver essa questão, com a oferta de diversas ferramentas gratuitas para você colocar em prática uma estratégia de produção de conteúdo eficiente, alcançando dezenas, centenas e até milhares de pessoas.

A segunda coisa, mais importante ainda, foi a causa do Marketing de Conteúdo se transformar no assunto da moda. 

Os consumidores mudaram e não aguentam mais ver anúncios nas mídias tradicionais  interrompendo seus programas favoritos para oferecer coisas que eles não querem.

As pessoas querem ter o poder de decisão de comprar o que, quando e como quiserem. Querem escolher os produtos, serviços e empresas. E fazem isso através dos conteúdos produzidos online. 

Conheça os principais formatos para sua produção de conteúdo digital

A criação de conteúdo digital abrange diversos formatos e cada formato terá suas especificidades e deverá ser adequado para a plataforma que foi criado. Vamos ver com um pouco mais de detalhes cada um deles.

Ebooks

Quem tem um site ou Blog precisa incluir na sua estratégia de produção de conteúdo digital a confecção de Ebooks. 

Ele é a principal ferramenta de captação de leads, que são pessoas interessadas em seu trabalho, que vão querer ler o conteúdo do Ebook e, para isso, deixam alguma informação como nome e e-mail. 

Isso é interessante porque você pode usar esses dados para se relacionar de forma mais eficiente com essas pessoas, usando e-mail marketing. 

Algumas pessoas pensam que um Ebook nada mais é do que um artigo ‘empacotado’ para captar e-mails.

Mas, não é bem assim. Um Ebook deve tratar o assunto de forma mais profunda e prática, realmente, ensinando algo para as pessoas. Um artigo não tem esse compromisso. Ele pode ser apenas uma maneira de dar mais informações sobre determinado tema.

Postagens em redes sociais

Atualmente, o formato mais comum dentro da produção de conteúdo para redes sociais é o post, que pode ser apenas uma imagem com texto e legenda ou um vídeo curto. 

As redes sociais se tornaram os principais canais de divulgação para pequenos empreendedores. Afinal, são gratuitas, de fácil utilização e amplamente populares. O brasileiro adora uma rede social, pois somo um povo que adora socializar.

Atualmente (2020), o Instagram domina o cenário como principal rede social de entretenimento, mas esse posto já foi do Facebook. 

Para quem trabalha com desenvolvimento profissional, como recrutadores, headhunters, coaches de carreira, entre outros, o Linkedin continua sendo a melhor opção. 

Infográficos

Esse formato de produção de conteúdo é mais conhecido de quem tem Blog. O infográfico é uma imagem que levam informações específicas sobre um tema, geralmente, trazendo números e estatísticas. 

É um formato bem direto e eficiente para explicar dados e informações, podendo ser usadas ilustrações para torná-lo mais atraente, principalmente se for usado nas redes sociais. 

Vídeos

A preferência por vídeos só aumenta e o Youtube está aí para comprovar. A produção de conteúdo para redes sociais em vídeo também aumentou muito, pois aumenta a conexão emocional com as pessoas. 

Neste artigo eu mostrei o quanto isso é importante para quem é EUpreendedor. 

Mas, é um formato que exige um pouco mais de investimento. Para garantir a qualidade da imagem você precisa de uma boa câmera (seu celular resolve) e iluminação adequada, que pode ser a natural. 

Também precisa ter cuidado para que o som saia limpo e sem ruídos, até porque, devido à correria do dia a dia é muito comum nós “escutarmos” vídeos enquanto fazer outras coisas, não é mesmo?!  

Podcasts

Outro formato que vem se popularizando nos últimos tempos e que você pode pensar em incluir na sua produção de conteúdo digital. 

O podcast é um formato mais fácil e mais barato que o vídeo, por exemplo. E pode ser uma boa fonte de divulgação do seu trabalho, caso você seja mais tímido ou introvertido e tenha muito medo de se expor fazendo vídeos.

Basicamente, você precisa de um bom microfone e, caso queira algo mais profissional, pode pagar uma plataforma específica para armazenar seus áudios. Mas, você pode colocá-los no seu site ou nas suas redes sociais. 

As possibilidades de criação de conteúdo são diversas. Aqui, eu coloquei as mais comuns. 

Também é importante saber como o seu público prefere consumir conteúdo digital, pois assim você pode direcionar seu tempo e energia de forma mais produtiva. 

Mas, o mais importante é manter sempre viva a principal premissa de uma boa estratégia de marketing de conteúdo que é ajudar as pessoas. 

É por conta dessa premissa que a sua produção de conteúdo tem o potencial de alavancar seu negócio. Vamos entender melhor como funciona esse processo?! 

Curso de Marketing de Conteúdo

Por quê investir em produção de conteúdo

Todo mundo fala da importância de produzir conteúdo dentro do marketing digital. Realmente, conteúdos de qualidade são uma ferramenta muito poderosa que pode trazer resultados incríveis para o seu negócio.

Mas, vamos tangibilizar melhor que vantagens são essas para que você entenda o quanto pode ser beneficiado e começar a investir mais na sua produção de conteúdo digital. 

1) Ajuda as pessoas 

Na minha opinião, essa é a principal vantagem de usar uma estratégia de Marketing de Conteúdo para divulgar sua arte, seu trabalho. Se você, como eu, virou empreendedor ou profissional liberal para ajudar as pessoas, vai gostar de saber que essa é a premissa básica da produção de conteúdo digital. 

É claro que precisamos vender nossos produtos e serviços para pagar os boletos, mas a motivação principal não deve ser o dinheiro. Se você fizer apenas conteúdos para vender sua audiência vai se afastar. 

Seu conteúdo precisa oferecer algo de valor, gratuitamente, para seu público, seja informação, aprendizado ou entretenimento. É assim que você vai mostrar o quanto é bom no que faz. 

Inconscientemente, você vai ativar o gatilho mental da reciprocidade nas pessoas, ou seja, elas vão se sentir motivadas a retribuírem. A princípio se tornando suas seguidoras e, mais para frente, suas clientes. 

2) Divulga seu nome e o seu trabalho 

Se você está começando a produzir conteúdo para web boa parte das pessoas que você quer atrair ainda não ouviu falar sobre você. 

Por um lado, essa é uma boa notícia, porque significa que existem muitos potenciais clientes para o seu negócio. A questão é fazer eles ouvirem sua mensagem e conhecerem seu trabalho? 

A produção de conteúdo digital é uma das mais baratas e eficientes. Você pode oferecer para o seu público o que ele está buscando.

Quando você cria conteúdo que seja  interessante, informativo ou divertido, baseado no perfil das pessoas que quer ajudar, tem grandes chances delas compartilharem com amigos e familiares. E isso aumenta consideravelmente o seu alcance, fazendo cada vez mais pessoas conhecerem você e o seu trabalho.

4) Constrói sua autoridade online

Provavelmente, você já deve ter ouvido falar que para vender na internet precisa, primeiro,  construir sua autoridade online, certo?! E será sua produção de conteúdo que vai fazer isso. 

Quando você cria uma comunicação única, produzindo conteúdos que falem direto no coração das pessoas que precisam de você, elas vão se identificar com você.

É quando a pessoa chega num conteúdo seu e tem uma sensação do tipo:

Nossa, esse post foi feito para mim.

Ou então

Parece que ela tá falando comigo. Ela entende o que eu tô passando.

Aqui começa o processo de construção da sua autoridade na mente dessa pessoa.

Vou explicar melhor as etapas desse processo:

Primeiro, essa identificação que ela tem com seu conteúdo desperta o interesse em saber mais do seu trabalho, fazendo com que essa pessoa se torne sua seguidora. 

A partir daqui, sua missão é encantar essa pessoa com os próximos conteúdos, gerando uma conexão emocional profunda com ela.

Com o tempo, conforme seus conteúdos vão ajudando, ela vai ganhando confiança no que você faz, percebendo o quanto você entende dos problemas que ela está passando. 

É quando ela começa a enxergar você como uma autoridade na sua área. 

Essa é a famosa autoridade online ou digital que tanto falam que você precisa construir para vender na internet. 

É assim que ela acontece.

Ok, agora essa pessoa já conhece você, já gosta dos seus conteúdos, do seu jeito, e na mente dela falta só um pequeno passo para ela virar sua cliente.

É onde entra a sua oferta, é quando você oferece seu serviço, produto, tratamento ou terapia.

É quando ela se torna sua cliente, porque já se convenceu que você é a solução para o problema….você já preparou o terreno ajudando com seus conteúdos.

Percebeu o quanto é importante você conquistar a pessoa antes de vender para ela?! 

5) Facilidade em mensurar os resultados

Se você investisse em um anúncio na mídia tradicional, por exemplo, um outdoor na rua mais movimentada da sua cidade para anunciar o seu produto, como conseguiria medir com precisão quantas pessoas viram esse anúncio?

É impossível. 

Já os resultados da sua produção de conteúdo digital são fáceis de mensurar com precisão porque todas as plataformas possuem esses números.

Você pode, facilmente, acessar métricas que mostram quantas pessoas viram seu conteúdo, quanto tempo as pessoas passaram lendo seu artigo ou assistindo ao seu vídeo, entre outras.

Existem, inclusive, várias ferramentas específicas para complementar esses números como, por exemplo, identificar qual parte da tela está chamando mais atenção das pessoas e quais as áreas mais clicadas.

Assim, você consegue identificar o que está funcionando melhor e melhorar o que não está trazendo resultados. 

6) Melhores resultados no médio e longo prazo

Outra grande vantagem da produção de conteúdo é a relação custo-benefício para o pequeno empreendedor. 

Você não precisa de um orçamento muito grande para começar. Na verdade, se não tiver dinheiro, pode investir apenas tempo e energia produzindo conteúdos orgânicos.

Conteúdo orgânico é aquele que você não investe dinheiro para impulsionar.

No entanto, não é porque o custo é baixo que o retorno seja baixo também.

Ele depende de cada plataforma, sendo que conteúdos em um Blog ou no Youtube tendem a continuar trazendo resultados no médio e longo prazo, enquanto posts nas redes sociais trazem resultados mais instantâneos e de curta duração. 

Por isso, você precisa analisar com cuidado onde vale mais a pena investir na produção de conteúdo digital. 

5) Integração com outras estratégias

A produção de conteúdo orgânico é facilmente utilizada como base para outras estratégias importantes de marketing digital. Você pode usar, por exemplo, dentro do e-mail marketing, chamando as pessoas para ler seu Blog ou assistir seus vídeos no Youtube. 

Ou para curtir seus posts no Instagram ou Linkedin.

Ou então, a sua criação de conteúdo nas redes sociais pode ser usada para atrair mais seguidores e, então, usar esse novo público na hora de investir em tráfego pago.

Resumindo, você pode integrar a sua produção de conteúdo orgânico com diversas outras estratégias de marketing de conteúdo, acelerando ainda mais seus resultados.

Planejando a criação de conteúdo digital

produção de conteúdo

É aqui que você começa a transformar sua produção de conteúdo aleatório em estratégico. O planejamento é essencial para dar o norte, direcionando o que você precisa fazer, qual caminho seguir para alcançar os resultados que deseja.

Para criar o seu planejamento, você precisará considerar os seguintes pontos:

Objetivo – o que você quer conquistar?

Definir os objetivos da sua produção de conteúdo é o primeiro passo. Você precisa saber porquê esse conteúdo será entregue e qual o efeito desejado.

Pode ser começar a vender online ou aumentar suas vendas na internet. Pode ser reforçar sua marca. 

De qualquer modo, você precisa responder a pergunta: qual é a motivação principal para produzir conteúdo? 

Depois de definir e analisar suas prioridades, você poderá traçar metas e ações. O legal é que você poderá usar as métricas que falamos antes para verificar o que está funcionando e o que precisa melhorar. 

Cliente Ideal – Para quem produzir conteúdo?

A segunda etapa no seu planejamento de conteúdo é entender profundamente para quem você quer falar. É aqui que você precisa definir sua persona, avatar ou cliente ideal. 

Eu, particularmente, prefiro usar o termo Cliente Ideal porque expressa muito bem quem eu quero atrair e ajudar. 

Cliente Ideal é aquela pessoa que combina com você, que se identifica com a maneira como você produz conteúdo e que vai adorar comprar de você. 

E, por outro lado, você também vai adorar atender essa pessoa. Afinal, vocês serão semelhantes e o ser humano adora conviver com quem é parecido com ele. 

Daí a necessidade de conhecer os medos, desejos, necessidades e sonhos das pessoas que você tanto quer ajudar. Essa será a melhor maneira de produzir conteúdos que farão elas pararem para prestar atenção na sua mensagem. 

Cuidado para não cair no erro de pensar que já conhece seu mercado o suficiente. Você vende para pessoas e pessoas mudam com o tempo. 

Por isso, você e o seu negócio precisam acompanhar essas mudanças. 

Você pode fazer pesquisas de satisfação com seus atuais clientes e pacientes, perguntar em grupos no WhatsApp, Facebook e Linkedin. 

Também vale a pena usar exercícios específicos como o Mapa da Empatia, por exemplo. 

Outra ferramenta que pode ajudar é o Gerador de Personas, criada pelas equipes de produção de conteúdo da Rock Content e Resultados Digitais, duas empresas líderes no segmento de Marketing de Conteúdo B2B.

Mas, ele só vai te ajudar se você já tiver feito a pesquisa e possuir todos os dados relativos ao seu público. Nesse caso, será só preencher o formulário para criar um perfil de cliente ideal para o seu negócio.

Linha Editorial – sobre o que falar

Toda a sua produção de conteúdo digital vai depender da escolha das Linhas Editoriais.

É a Linha Editorial que conecta as dores, problemas, necessidades e desejos das pessoas que você quer atrair com o que você faz, com as soluções que têm para oferecer, seja produto ou serviço.

Sua Linha Editorial pode ser a diferença entre você ser visto, lembrado e criar uma imagem de autoridade na mente da sua audiência

OU

Você ser ignorado, ninguém parar para ler seus conteúdos, ninguém curtir, compartilhar, indicar o que você publica.

Consequentemente: você não ajuda as pessoas, elas não desenvolvem confiança no seu trabalho e você não vende nada.  

É o seu estudo do Cliente Ideal que vai mostrar as melhores Linhas Editoriais para atrair as pessoas que precisam de você.

Calendário de Conteúdos – garantia de postagem

Uma das maiores dificuldades de quem empreende sozinho (o EUpreendedor ou Profissional Liberal) é dar conta de tudo o que precisa fazer.

A produção de conteúdo diário, talvez seja o exemplo mais emblemático disso.

Mas, o que está acontecendo é que as pessoas estão tentando postar conteúdos de qualquer maneira, sem organização nem planejamento.

O Calendário de Publicações é uma ferramenta que resolve o problema da falta de tempo, porque você pode produzir seu conteúdo e deixar agendado com antecedência de uma semana, 15 dias, 2 meses, o que for melhor para você. 

Ele pode ter diversos formatos, dependendo de como você gosta de trabalhar e da sua necessidade. 

Você pode usar uma planilha Excel, o Google Calendar, o Trello, por exemplo. Pode até ser post it na parede, se fizer sentido para você.

Ele será essencial para que você alcance os resultados esperados com os objetivos definidos anteriormente.

O calendário vai organizar sua rotina de publicações, ou seja, nunca mais você vai acordar e pensar: 

“O que eu vou postar hoje?”.

Além disso, ele também traz outros benefícios para o seu negócio:

Aumenta a consistência das publicações o que influencia diretamente no alcance orgânico e pago das suas postagens

Visão geral do que já foi e do que será publicado, evitando repetição de temas.

Diversificação de formatos de conteúdos, equilibrando textos, vídeos e Lives, evitando que sua audiência fique entediada;

Maior controle dos resultados, pois ficará mais fácil avaliar as métricas e saber quais conteúdos estão trazendo mais resultado;

Percebeu como essa ferramenta vai organizar a produção de conteúdos no seu dia a dia?! 

Por isso o desenvolvimento de um calendário editorial é uma das principais etapas de uma estratégia  de marketing de conteúdo eficiente.

Curso de Marketing de Conteúdo

Criando conteúdos para cada plataforma digital 

Cada plataforma tem suas especificidades e isso vai influenciar sua maneira de trabalhar com cada uma delas. Não existe uma única plataforma ótima ou a melhor estratégia que funcione com todas. 

Você precisará entender onde seu público está, onde ele vai preferir consumir seu conteúdo, e onde você vai gostar mais de trabalhar. Vou falar aqui, de maneira geral, como cada uma funciona e espero que ajude na sua decisão, ok?!  

Como fazer conteúdo para Instagram, Facebook e Linkedin

Atualmente, as pessoas estão privilegiando a produção de conteúdo para o Instagram, que caiu no gosto do brasileiro. 

Seu algoritmo funciona do mesmo jeito que o do Facebook, privilegiando conteúdo pago pelos anunciantes, em detrimento do conteúdo orgânico. Isso prejudica quem não tem dinheiro para investir.

No entanto, se você souber como criar conteúdo que gere muito engajamento (curtidas, comentários, compartilhamentos e salvamentos) o algoritmo vai distribuir para mais pessoas, aumentando o seu alcance. 

Esse é mais um motivo para você criar uma comunicação que conecta emocionalmente com as pessoas que quer atrair. 

Você pode criar conteúdo em texto e vídeo no Instagram para o feed de notícias, Stories e IGtv. Também pode fazer Lives para se relacionar de forma mais próxima com sua audiência. 

Essas mesmas ferramentas você encontra no Facebook e no Linkedin.

A única diferença é que o Linkedin possui um alcance orgânico muito melhor do que as outras mídias, o que o torna atraente, principalmente para quem trabalha com desenvolvimento profissional. 

Como produzir conteúdo para Blog

Os artigos, chamados Blogposts, são as peças de produção de conteúdo para Blog. Aqui a dinâmica é bem diferente das redes sociais, porque o Blog é seu. 

Você escreve artigos baseados em palavras-chave, termos utilizados pelo seu cliente ideal para pesquisar no Google sobre os problemas que você resolve.

O objetivo é posicionar esses artigos nas primeiras páginas do Google para serem encontrados pelo seu potencial cliente. 

Por isso, antes de escrever qualquer coisa, você precisa identificar que termos são esses. Algumas ferramentas gratuitas que você pode usar:

Google Trends: uma ferramenta do próprio Google que mostra as principais tendências de buscas ao redor do mundo. Você tem acesso aos dados pesquisados no Brasil inteiro, mostrando em um gráfico a tendência de busca dos termos desejados. Assim, você pode ver se a palavra-chave pesquisada está com as buscas aumentando, diminuindo ou mantendo em certo patamar. 

Ubersuggest: esta ferramenta avalia a performance de websites e sugere tópicos de conteúdo para sua produção de conteúdo. Também mostra o volume de buscas para os termos que você deseja escrever.

Keyword Tool: outra ferramenta muito valiosa para produtores de conteúdo para blog. Ela pesquisa e mostra ideias de palavras-chave para o Google, YouTube, Bing, Amazon, Instagram, Twitter e outros canais relevantes.

Google Keyword Planner:  essa é a ferramenta oficial do Google para busca de palavras-chave. Ela mostra o volume e concorrência para os termos pesquisados, agregando precisão e confiabilidade nos dados.

Answerthepublic: essa ferramenta traz ideias para produzir conteúdo digital. Seu funcionamento é bem simples, bastando inserir uma palavra-chave, escolher a região de onde os resultados serão extraídos e ela gera diversas variações e combinações de palavras. 

Existem outras ferramentas que são pagas e mais utilizadas por profissionais da área:

SemRush: considerada uma das melhores ferramentas do mercado, fornece uma análise detalhada de pesquisas com palavras-chave, a análise global do seu site e a análise da concorrência. 

Ahrefs: essa  ferramenta faz uma análise profunda do seu site, verificando como está o volume de visitas, qualidade das palavras-chave usadas nos artigos, posicionamento nos mecanismos de busca como Google, análise dos concorrentes e muito mais. Apesar de ser uma ferramenta paga, possui uma versão gratuita de teste válida por 7 dias.

Essas são as mais comuns. Mas, com as gratuitas você já resolve, pelo menos no início.

No entanto, não basta escrever um artigo baseado em um termo muito pesquisado. 

Existem outras coisas que você precisa fazer para otimizar seu texto e ele ficar bem ranqueado no Google – tipo na primeira ou segunda página, aumentando as chances das pessoas encontrá-lo. 

Mas isso é assunto para outro artigo. 

A maior vantagem do Blog é ser propriedade sua. Você não está sujeito a nenhum algoritmo de rede social que pode mostrar ou não seu conteúdo para as pessoas.

Como produzir conteúdo para Youtube

O Youtube cresceu muito nos últimos anos. Tanto que foi comprado pela Google e hoje é o segundo maior buscador de conhecimentos do mundo. 

Apesar de também estar sujeito a um algoritmo de busca, sua principal vantagem é que ele privilegia bons conteúdos.

Sua política de anúncios também é diferente. Ele mostra os anúncios “dentro” dos vídeos que você publica. Portanto, é interesse dele que você suba vídeos regularmente e quanto melhores os seus vídeos, mais pessoas verão os anúncios.

Diferente das redes sociais, onde os anúncios disputam o espaço com os conteúdos orgânicos. 

Percebeu a diferença?!    

Aqui o algoritmo trabalha a favor do seu conteúdo, enquanto nas redes sociais ele trabalha contra – a menos que você pague, é claro. 

Pronto para produzir conteúdo digital incrível?

Estamos chegando ao fim da produção deste conteúdo, mas espero que essa seja o início da sua jornada de criação de conteúdo digital.

Neste artigo, procurei colocar uma visão geral de produção de conteúdo para as principais plataformas digitais que podem ser usadas para você divulgar seu trabalho e alcançar quem mais precisa de você. 

Agora é preciso colocar em prática dentro de uma estratégia de marketing de conteúdo que faça sentido para o seu momento, que possa ser implementada na sua rotina diária e que traga os melhores resultados para você.

Pode contar comigo neste processo. Te desejo todo o sucesso do mundo e que sua produção de conteúdo digital seja incrível para você e para as pessoas que precisam do seu trabalho. 

Curso de Marketing de Conteúdo

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *